domingo, 3 de abril de 2016

Sem Título I

Poema de Jean Silveira


Dor de cabeça
é ver o espelho trincado 
Justamente no lado
irreconhecível
do próprio rosto.

Dor de cabeça
é não poder pagar
os três reais de pão
que faltaram ontem
com a declaração
dos direitos do homem.

Dor de cabeça
é olhar para as mãos
e ler o prazo de validade
do produto que se é:
inapto.

Dor de cabeça
é ser culpado 
pelo que não escolheu.
É aceitar-se como doente.
É saber que a dor
sempre pode ser pior.


Nenhum comentário :

Postar um comentário